Terça-feira, 20 de Outubro de 2015

Cancro em cães

Os cães, para além de serem animais extramente dóceis, são uma excelente companhia para os humanos. Entre as diversas doenças que estes animais podem ter, o cancer é uma das mais perigosas.

O câncer pode ser definido como uma patologia desencadeada por fatores ainda não bem esclarecidos, caracterizada por uma divisão e multiplicação celular capaz de destruir e invadir órgãos e tecidos biológicos.
Comum também em animais de acordo com pesquisas esta doença é responsável pela morte de aproximadamente 50% dos cães com idade acima de 10 anos.

 

 

 

Fatores Responsáveis Pelo Aparecimento de Câncer em Cães

O câncer em cães é uma neoplasia que acomete principalmente as fêmeas e embora haja fatores de predisposição como anatomia e pelagem seu aparecimento independente de sua raça.
Segundo diferentes pesquisadores o surgimento e o desenvolvimento do câncer em cães pode ocorrer em virtude de alterações moleculares ou cromossômicas, situações genéticas espontâneas ou hereditárias, descontrole hormonal ou ainda em virtude de fatores externos como vírus, parasitas.
Conforme pesquisas há evidências de que principalmente os retrovírus são capazes de promover mudanças no DNA canino, facilitando o desenvolvimento de alguns tipos de câncer.
Entre os parasitas o Spirocerca lupi, verme que se aloja no estômago ou esôfago de cães, pode causar tumores esofágicos e estomacais nestes animais.
Secreções anormais de estrógeno ou progesterona também podem desencadear aumentos de replicação celular e consequentemente desenvolvimentos de cânceres de mama, testículo e pênis em cães.

 

Tipos de Câncer mais Comuns em Cães

Um dos tipos mais comuns de câncer em cães é o osteossarcoma, tumor que acomete os ossos sendo responsável por aproximadamente 80 a 85% das alterações malignas na estrutura óssea canina.
Seu desenvolvimento é rápido havendo alto poder de destruição dos tecidos ósseos dos membros afetados, causando dor, inchaço e letargia.
O segundo tipo mais comum de câncer em cães é o condrossarcoma que afeta tecido cartilaginoso atingindo cavidade nasal, ossos longos, válvulas cardíacas, entre outros.
Seu crescimento é lento causando dor, secreção nasal, aumento do membro afetado e o aparecimento de massa palpável.
Os fibrossarcomas são o terceiro tipo mais comum de neoplasia canina. São neoplasias malignas que comumente acometem cães afetando os fibroblastos estruturas responsáveis pela produção do tecido conjuntivo.
Este tipo de neoplasia canina pode aparecer em qualquer localização e órgão, provocando metástases nos linfonodos, pericárdio, coração, entre outros.
Fraturas, dores, inchaço e o aparecimento de massa palpável são os sintomas mais frequentes.
Neoplasia muito comum em cães o hemangiossarcoma é um tumor que se desenvolve no tecido vascular, provocando modificações nas células mesenquimais, causando o crescimento de células endoteliais malignas.
Esta neoplasia pode se iniciar em qualquer tecido vascularizado, afetando principalmente o baço, fígado e átrio direito.
Os principais sinais desta neoplasia são fratura, aumento do volume de tecidos moles na região tumoral e da parede torácica.
O carcinoma epidermóide ou câncer de pele é caracterizado pelo aparecimento na pele de cães de células que possuem uma arquitetura desorganizada apresentando núcleos atípicos.
Sua etiologia ainda é desconhecida, entretanto sabe-se que fatores como exposições prolongadas á radiação ultravioleta, á metais pesados, ausência de pelos, úlceras crônicas, cicatrizes ou genodermatoses podem ser fatores de predisposição a esta doença.
Em cães esta neoplasia pode acometer qualquer região da pele como lábios, tronco, pernas e escroto, lábios e afeta principalmente animais que possuem pelos e pele clara.
Podem aparecer com aspecto de couve-flor apresentando sangramento com leves toques ou erosivos em forma de crateras profundas ulceradas e recobertas por crostas.

 

Câncer em Cães Diagnóstico e Tratamento

O diagnóstico de tumores em cães em estágios iniciais ainda é um grande desafio para profissionais que atuam na Medicina Veterinária.
Embora tenha ocorrido um avanço nas metodologias e técnicas de em análises clínicas e diagnóstico por imagem a procura por parte dos donos dos animais ainda é baixa.
O diagnóstico inicial é feito a partir de uma avaliação física criteriosa combinada a exames sanguíneos de análises clinicas e radiografias do local suspeito e dos pulmões.
Caso os resultados indiquem uma possível neoplasia é feita uma biópsia removendo totalmente o tumor com o objetivo de identificar o seu tipo e ao mesmo tempo evitar que haja metástase.
O tratamento depende do grau de evolução da doença e do tipo de neoplasia, basicamente são administrados medicamentos quimioterápicos combinados à aplicação de seções radioterapia.

publicado por Me and me às 11:28
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 28 de Outubro de 2013

As raças de cães mais populares em Portugal

O melhor amigo do homem, o cão, é talvez o animal mais antigo domesticado pelo ser humano. Com uma expectativa de vida que varia entre os dez e os vinte anos este é um animal social de fácil afeição e companhia.

Possivelmente oriundo dos lobos, existem hoje em dia cerca de trezentas raças de cães diferentes, todas elas reconhecidas internacionalmente.

Conheça aqui quais as cinco raças de cães mais populares em Portugal, a sua história e quais as suas características.

 

Husky Siberiano

 

 

Oriundo da Sibéria este cão era utilizado inicialmente para puxar os trenós, apresenta um porte médio, grande agilidade e a sua aparência faz lembrar um lobo.

Esta é uma raça que, apesar de não servir de cão de guarda, se afeiçoa muito facilmente às pessoas.

 

São muito enérgicos e cheios de vitalidade, independentes, activos, inteligentes e amigáveis, não é uma raça de cão possessiva nem desconfiada para com os estranhos. Pelo seu porte necessitam de muito espaço para brincar, por isso é uma raça muito apreciada por quem vive no campo.

Esta espécie não ultrapassa, em média, os 60 centímetros nem os 28 quilos, o seu pêlo é comprido, sedoso e suave.

A sua cauda é mais uma das características em que se afeiçoa a uma raposa.

Rottweiler

 

 

Nascido na Alemanha o rottweiler é um cão de porte médio, utilizado antigamente como cão de guarda mas, no início do século XX, foi considerado como a raça ideal para um cão polícia.

Com uma autoconfiança elevada esta raça está associada a um instinto de liderança, determinação e coragem. A inteligência é, também, uma das suas qualidades, bem como a obediência e a resistência.

Hoje em dia existem em Portugal cada vez mais cães da raça rottweiler. O segredo para o sucesso desta raça deve-se, em grande parte, ao seu temperamento amigável, boa disposição, obediência, lealdade e brincadeira para com as crianças.

 

 

Boxer

 

 

Esta raça continua a ser uma das mais preferidas dos portugueses, por ser um cão activo, irrequieto, confiante, forte e com um comportamento de cachorro para toda a vida. Originário na Alemanha, o nome desta raça deriva da forma como o próprio cão investia contra as presas.

A partir do século XIX esta raça tornou-se cada vez mais popular devido às suas características de guarda e de companhia, especialmente junto das crianças, com quem se dá muito bem.

De porte médio, esta raça deve atingir no máximo 63 centímetros e os 30 quilos. De estrutura forte apresenta por vezes uma expressão mais preguiçosa.

Contudo, estes animais precisam de muito exercício físico e companhia não sendo uma escolha indicada para quem vive num pequeno apartamento.

 

Labrador

 

 

Esta é sem dúvida a raça mais apreciada pelos americanos, ultimamente tem vindo a ganhar espaço também em Portugal, pois são cada vez mais os que apreciam os Labradores.

Afável, companheiro, orientado para a família é sem dúvida uma das raças mais apreciadas em todo o mundo.

Originário de Newfoundland o labrador era utilizado para ajudar os pescadores a puxar as suas redes de pesca, hoje em dia, além de caçar servem também de guias e são especialmente populares pela sua companhia.

De grande porte, este cão é caracterizado pela inteligência, perspicácia, interesse, obediência e forte desejo de servir. É um cão gentil e sem qualquer agressividade aparente.

 

 

Pastor Alemão

 

 

Popular entre os franceses, o pastor alemão mantêm-se também como um dos mais populares no nosso país, sendo conhecido pela sua calma, confiança, simpatia e obediência. É uma raça polivalente, leal, excelente guarda e companheiro de família.

Proveniente da Alemanha, este cão revela-se um excelente amigo da família, sensível ao seu dono, calmo e que aprecia toda a atenção que lhe possa ser dispensada.

 

publicado por Me and me às 21:00
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

.Outubro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Cancro em cães

. As raças de cães mais pop...

.arquivos

. Outubro 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Agosto 2014

. Outubro 2013

. Maio 2013

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub